2020-05-27

Pessoas


Photo by Shail Sharma on Unsplash

Existem somente duas espécies de pessoas:
As importantes e as dispensáveis.
As últimas têm sempre os bolsos vazios...

2020-04-19

Cela

Photo by Ye Jinghan on Unsplash


Entre as estrelas o negrume,
Esse que me entra olhos dentro,
E se vai ferrar na minha alma!
Sou monstro de pedra paralisado.
Não pelo medo, mas de inutilidade.
No meio de mim, circularmente perdido;
Às cabeçadas na cela do meu crânio.

2019-11-10

Capitalismo

Photo by Hasan Almasi on Unsplash


Esta humanidade ocidental,
Que com a sua hipocrisia,
Em nome da democracia,
Apenas espalha o mal!

Rebanho que abdicou de pensar.
Com ideais comprados no supermercado,
Contaminado com o vírus de acumular,
Pelos cães de serviço, sempre guiado.

Defendendo o que está na moda!
Escravos como hamsters de estimação,
Incansavéis correndo nessa roda,
Para sempre em plena escravidão!

Acordai! Oh zombies da vida!
Nem tudo presta ou vale!
Nem tudo tem valor, medida,
Como pretende o capital!

Ilusão de infinito crescimento,
Que só acrescenta sofrimento.
Religião falsa, de engano profundo!
Tira, para dar a quem já tem o mundo!

2019-02-24

Dormir tranquilo

Photo by Adi Goldstein on Unsplash


Às vezes tenho medo,
Dos murmúrios da minha alma.
Porque ela é inquieta,
E te inquieta,
E te enche os olhos de medo.

Quisera eu ser forte como tu,
Que teimas em caminhar de pés descalços,
Para que o meu doce sono tranquilo.
Nenhuma perturbação o acorde.

Mas olha, sonhar contigo,
É o que me dá essa serenidade,
Que ainda me deixa dormir...

2019-01-17

Ode à Paz



Se as aves desenham arabescos no ar vazio,
Se das travessuras dos gatinhos, eu rio.
Se o sol se põe em aguarelas de fogo e alegria,
Ao fim de cada dia…

Se os bebés correm e choram no jardim,
Se em lutas de piratas, espadachins em bravata;
Se as mães sorriem aos seus meninos de bata!
Se os amantes olham nos olhos e dizem sim,
Então vales a pena!

Desistam da queima do arsenal,
Do ódio, da ganância, de fazer o mal!
Parem a enorme pira marcial,
Interrompam o holocausto industrial,
O capitalismo Adamastor;
Que contratualiza o amor,
Pisa a flor,
Pois destruir é o melhor que faz!

E por favor, tudo o que é preciso,
É recuperar o juízo:
Dar uma oportunidade à paz!