2005-07-10

Faz o favor de desaparecer!

Há um monstro com pés de barro
Que espero demore pouco a cair!
Demora no seu extertor de agonia!
Mas que caia um dia,
É esse o meu profundo desejo.
Em sonhos já o vejo,
Mas demora que o mal dura!
E de injustiça há fartura!
Porque não se esfuma ao vento?
Porque não perde o alento?
Porque não deixa de respirar?
O cheiro a enxofre anda no ar!
E se inferno há, deve ser perto!
Mas pode lançar chama, fazer fumaça,
Em breve se desmascarará sua trapaça!
Seu domínio não dura
E em breve conhecerá a sepultura!

Oh que te enterrem até apodrecer
Porque ninguém sentirá saudade,
Ou vontade de te ver!
Já chega da tua maldade
Faz-nos o favor de desaparecer!

2 comentários:

Galeria Colectiva disse...

que mau!
mas às vezes apetece ser...

mitro disse...

Penélope:

Não se trata de uma pessoa, ou se for não é deste mundo! Estou a falar do injusto sistema de coisas sob o qual vivemos.