2013-10-21

Folhas de Outono



Poemas são folhas de Outono,
Caídas no chão, que o vento arrasta.
Não sei por que há beleza nisso,
E em tudo, nada basta,
Porque nunca quiseste isso!

Como sempre fui, fico vazio,
Homem simples, que se complica.
Já não sorrio,
Amargo que em mim fica.
Sou os poemas no vento,
Pedaços de mim em cada folha.
Tempo que se transforma em tormento,
Olhar que para lado nenhum olha.

E o Outono é cinzento…
Tudo passa num instante.
É só o fugaz momento,
Onde ficam as memórias e os sonhos,
Coisas alegres, mais serenas,
De tempos mais risonhos,
Gargalhadas às centenas!

Queria ser eu algo maior!
Transcender em amor.
Vencer a gravidade!
Alcançar a felicidade!
Talvez ser pássaro,
Aprender a voar,
Em ti pousar…

3 comentários:

Tétisq disse...

O Outono tem muitas cores e o cinzento muitos tons...

Ninna Lollitta disse...

Uau... :) Tão maravilhoso!! Tranquiliza-te que esses dias belos que deixam saudades vão-se para depois voltarem, mais estáveis e para durar. Assim não percamos a fé e a capacidade de sonhar.

Sónia M. disse...

Faz(emos) parte da natureza. Tudo se renova...

Belo!

Abraço

Sónia