2007-08-16

Já cá não estou...

a foto veio daqui

Sou um penedo,
Branco e suave;
Onde a água e o tempo,
Abriram caminhos.
Secou-se a água...
Já não sou nada,
Já cá não estou!

35 comentários:

Calimera disse...

Antes demais... Até que enfim :)
Tardaste, mas valeu a pena.
Ficaram gravados os caminhos.
Bjs

Olhos de mel disse...

Lindas palavras, embora tristes. Você sempre estará em algum lugar, sim. Nem que seja no coração de alguém.
Fique com Deus!
Beijos

gata disse...

Se areia que é areia não desaparece, como é que um penedo é nada?? ;)

Beijo da gata

Perséfone disse...

ja ca nao estas do genero este blog acabou?

bem, de qualquer maneira, vim agradecer o comentario que fizeste no meu blog :)


obrigada*

tb disse...

há momentos em que morrer seria mais fácil!...

mitro disse...

Gaya e Persófene:

Embora técnicamente a areia seja uma rocha, no presente contexto a frase "Já cá não estou!" é mais no sentido de como a erosão desgasta um maciço rochoso e o faz desaparecer (a fotografia é uma boa pista), assim as agruras, os problemas, as frustrações da vida, com o seu poder erosivo, nos vão desgastando até irmos finalmente embora (aí somos convertidos mesmo em areia ou pó).

Espero que o poema (ou a tentativa) se tena tornado agora mais compreensível.

Borboletanêmica. disse...

evapore,vire chuva.
caia de novo,junte-se ao rio,ou mar,ou lago.
lá,estará.

as-the-dust-seats disse...

fui eu pois :D muito obrigada

isto aqi tambem nao anda nada mau nao :D

um beijo

Constança disse...

Estás, sim! Sozinho, mas presente. Pode ser que a água regresse, um dia. :)

beijinho*

aorta disse...

Tal como a rocha, um dia todos deixaremos de cá estar.
Bonito poema.

gata disse...

O poema é belo. Para mim. Quer o entenda ou não como tu. E...era a resposta a "se fores areia não desapareces..."

Um beijo de gata. Nem de areia nem de quatro patas...

Boa semana.

carla granja disse...

a agua secou ,mas tu continuas cá e isso é k interessa.
espero k venhas conhecer o mapa k eu fiz e k gostes eheheeh.
bjo
carla granja

Cátia Margarida disse...

Eu acho que nunca cá estive. Alguem me cuspiu ou me vomitou e eu fiquei aprisionada neste labirinto de sensaçoes. vejo passar idealizaçoes apaixonadas e sou sempre, sao sempre, nas minhas convicçoes amantes amarguradas. minhas.


escreves bonito mesmo.

Dark disse...

Palavras sentidas...
Um bonito poema, e uma linda imagem!

*

Som Do Silêncio disse...

Ás vezes um tudo é um nada...

Um Beijo Silêncioso

Diva disse...

Estar... ou nao estar...Paralelismos tao proximos...verdades tao indecifraveis...lindo.
Bjs meus

Helluah disse...

já cá n vens ha uns dias... la isso é verdade!!

gata disse...

e eu acho que já vai sendo tempo de apareceres...na forma que mais quiseres....

Utzi disse...

Tu estás em cada palavra que nos ofereces...

Um belo poema :) Gostei

Um beijo

Um Momento disse...

Deixo cair um beijo

(*)

Helluah disse...

eu tb n me importava de n estar!

Olhos de mel disse...

Estive aqui e deixei beijinhos.
Fique com Deus!

Crystal disse...

Olá.Vim finalmente agradecer a tua contribuição na minha oração...acabaste por resumir numa simples frase aquilo que naquele momento e não tive coragem de dizer...mas senti. Agora que chego, dizes que já não estás...Não creio! Estás sim, só que existem momentos...Eu espero pelo próximo.

Beijo

Secreta disse...

Estarás , sempre ... enquanto as tuas palavras me tocarem.

Diva disse...

A agua volta sempre a surgir,de repente, inesperadamente, para dar nova vida à terra seca e abandonada.Lindo poema:)Obrigada pela visita:)
Beijokas 1000

Olhos de mel disse...

Oie Mitro, passei por aqui e deixei beijinhos e votos de um fim de semana feliz!

gata disse...

bem....e eu a pensar que isto do já cá não estou era retórica!
Beijinhos de gata para ti, onde quer que estejas.

Suspiros disse...

Voltarás...
Sob outra forma!
:)

Luna disse...

Acho q me sinto um pouco assim...
beijo

Aleisa disse...

Nada sou também, pelo menos, nada me sinto...

Dawn disse...

Que lindo poema! Simples e muito bonito! (Também gostei da foto!)

Catia disse...

Adorei este teu cantinho =) cada palavra exala sentimento, toca o coração... é puro e sensível... tens o dom, creio que o sabes =)

E obrigada pela visita, é sempre bom partilhar =)***

Catia

Su disse...

eu aqui estou.................

gostei de ler...apesar da solidão desse não estar....

jocas maradas

Å®t Øf £övë disse...

Mitro,
Já não és nada, nem cá estás, mas de certeza que as cicatrizes ficaram bem gravadas em ti.
Abraço.

Porcelain Doll disse...

Branco e suave... :-))

Eu sei que já sabes... mas água mole em pedra dura tanto dá até que fura... e não é pela força bruta... é pela força natural do argumento:

"Nada se cria, nada se perde, tudo se transforma"

Lavoisier


:-)))))))))))