2009-12-31

A Viagem anual...


Foto tirada daqui

Finda o ano dizem…

Mas ei-lo que finda,

Em cada dia que vem.

E virá outro ainda…

E quem sabe quantos mais,

Antes do último,

Que registam no túmulo!



Apropriemo-nos do presente,

Do que agora existe,

Do que agora se sente!

Hão-de vir dias,

Que nossos serão,

Mas apenas,

Em esperança!

Que a vida é mudança,

E troca os passos,

À nossa dança!



Mas porque o amanhã é enorme,

Um vazio criativo para se encher!

Pleno de tão prometedor,

No seu desenho disforme,

Que cegos no seu fulgor,

Continuamos a viver!

E é tudo engano, ilusão.

Quisera eu que fosse real,

Para que esta dor no coração,

Me parecesse menos mal!



Mas não liguem ao que digo,

Voz que se some no vento…

Dá-lhe pano amigo,

Atinge o porto, o teu intento!

E se de todo não chegares,

Ao velejar por todos estes mares,

Não te dês por vencido,

Porque o que vale,

É que afinal,

Alguma coisa terás aprendido!

4 comentários:

Porcelain Doll disse...

A ilusão permite que o que é não seja assim tanto... e que possa ser muito mais aquilo que nós quisermos... o amanhã é gigante e será tanto maior quanto melhor usufruirmos do presente... :)

Inspirado, como sempre... dos momentos de menos inspiração, surgem aqueles em que ela nos bafeja...

Um magnífico 2010 para ti... algo meu diz que deverá ser em grande... :)

Å®t Øf £övë disse...

Mitro,
Ao "som" das tuas palavras que me embalam, aproveito para te desejar um FELIZ 2010!!!
Abraço.

Poetíssima disse...

Olá!!!

Boa noite, tudo bem?!

Que bom poder voltar aqui pra dizer que estava com saudades...

Posso entrar?!

Você tem sempre passagem livre no meu cantinho...fique a vontade!

Abraços ternos,

Poetíssima #

tb disse...

Sempre inspirado. Pois é, amigo, aproveitemos e vivamos o presente, o agora, pois é isso que temos. :)
Abrinhus