2006-07-14

A porta que dá!

Há um perfume agarrado a mim,
Um cheiro que não há maneira de sair,
Uma coisa forte e intensa assim,
Que me entontece e faz cair!

E sei agora o que se trata
Uma reles imitação barata
De um perfume chique de Paris!

Só podia ser!
É como esta imitação
Que simulas da paixão!
Uma coisa a querer parecer,
Desenbocando no tédio,
Há saída do teu prédio!

Gostava imenso de te amar
Mas não consigo já
Estás sempre a fechar
A porta que dá!

8 comentários:

mar_e_sol disse...

Tens mesmo é que tentar abrir a porta do lado...;)
Obg pela visita. Quanto a mim, voltarei por certo...

tb disse...

talvez que mudar de prédio, resulte...
Jinhos

MARTA disse...

Está à espera que não cruzes os braços e a impeças de fechar a porta.
Tenta, faz tudo para que a porta não se feche e ela te abraçe.
Beijos e abraços
Marta

isa xana disse...

tenta a porta ao lado... ou uma janela

*

Maresi@ disse...

Migoooooooooooooo essa porta deveria estar bem aberta... para a vida, para as emoções, para o amor...
Nao a deixes fechar.... a vida é bela...
Aquele beijo especial

com sabor a Maresi@

confusa disse...

às vezes as imitações podem ser boas...

Desassossego disse...

Empurra-la com firmeza e querer?!
Xi...

Galeria Colectiva disse...

desembocando na tua poesia