2007-07-14

Foi quase um poema


foto daqui


Andamos perto do sol fundente,
Banhamo-nos no seu calor;
Andei leve e sorridente,
Na ilusão do amor!

Andei só e pensava ser contigo.
Foi névoa breve, passageira,
Descobri que não era amigo,
Nem tu, minha companheira!

Podia ter sido um amor louco,
Daqueles desmedidos e sem tema!
Agora resta nada, ou muito pouco…
Podia ser... Foi quase um poema…

18 comentários:

Um Momento... disse...

Meu Amigo...

Olá:))
Hoje trago-te uma fatia de bolo e champagne
Obrigado por existires
Um beijo ... em TI!!!

(*)

tb disse...

Fantástica a tua forma de transformares sentires em palavras...
beijo

Inês Xein disse...

"Andei só e pensava ser contigo" [não é fácil :(]

Obrigada pelo comentário no meu blog...

Sente-te!

impulsos disse...

Para quase um poema... está muito bom!

Mas olha que eu acho que é mesmo um poema inteiro!

Tem todo o sentimento de um poema verdadeiro!

Um beijo

Memórias de Um Sorriso Luso disse...

"Agora resta nada, ou muito pouco…"

Fica sempre algo de bom que devemos guardar.

Obrigada pela visita.

Utzi disse...

Vim retribuir a visita na minha nuvem... Estive a ler alguns dos teus poemas e gostei muito. Vou voltar :)

Beijo

Fúria das Águas disse...

Em poema o amor se transformou, mas viver este amor louco quem sabe um dia.
UM beijo meu amigo
Furia

Um Momento... disse...

Onde andas?
Deixo um beijo(*)

Lu Rosário disse...

Não foi quase um poema.

Foi um lindo poema, mas triste pela dor do amor...do quase amor..da platonicidade dele.

Beijos.

Jardineira aprendiz disse...

A vida está cheia de poesia...

Fiz uma caminhada pelos teus blogs, obrigada pela visita!

Suspiros disse...

Importam apenas os momentos bons que foram. E os melhores que poderão vir a ser...
:)

Su disse...

gostei de ler.te
voltarei
jocas maradas de palavras

Calimera disse...

Obrigada pela tua visita.
Vim ver o teu cantinho e gostei vou voltando.

meialua disse...

Não foi quase...
Foi mesmo.

Estou de volta.
Beijokas

Maria Liberdade disse...

E quando resta quase nada, é muito pouco.

Iaiá disse...

Lindo poema...


e concordo com seu comment, talvez a humanidade seja mesmo um deserto.

violetta disse...

Foi mesmo um poema. E que poema!

estrela-do-mar disse...

Olá ,obrigado .
Adorei ler o blog, e fico feliz por saber que inda há gente como você sensível .
E pode crer é mesmo um poema !